quinta-feira, 24 de maio de 2012

Educação bloguística

Não sou associado a nenhum blog e nem pretendo. Os motivos são simples. Existem milhares de blogs que falam dos mesmos assuntinhos padronizados e tantos outros que contam coisas que não temos interesse em ler, entretanto, alguns poucos, valem à pena. Mas a maioria acha que vive num pedestal de cristal porque recebe muitos acessos diários.

Mas o pior, não é só  arrogância de certos blogueiros, mas a insistência de quem faz um blog e quer enfiá-lo goela abaixo das pessoas. Comentários do tipo: "Ei, segue meu blog", são desnecessários. Qual o sentido de fazer isso? Naturalmente, alguém que se interesse de verdade pelo que você escreve, irá seguir seu blog. Prefiro um milhão de vezes ter dez seguidores que leem o blog, do quê 250 que nem sequer visitam a página da web.

Além disso, muitas vezes um blog que gostamos ou admiramos, não está nem aí para os seus seguidores. E aí eu digo, é importante sim dar  atenção a quem você sabe que realmente lê ou gosta daquilo que você escreve. Acho uma falta de educação ignorar algum comentário realmente válido ou que acrescenta à postagem, ou até um simples elogio, contanto que, obviamente, se mantenha o bom senso e não apele para o clássico comentário "Tô te seguindo, segue de volta?" - Isso já é a demonstração da corrupção que existe no meio dos blogueiros.


Alguém te segue e simplesmente por esse motivo, mesmo que você não goste ou não se interesse e talvez nem tenha lido o que a criatura escreve, você segue. E daí, acumulam-se números, mas não leitores. São um amontoado de pessoas num dos gadgets do seu blog. Quantos ali realmente leem as postagens? Poucos.

O bom senso e a educação devem ser usadas sempre, e a internet não é exceção. Essa ideia de uma rede de blogs que um comenta no outro, para o outro contar no um, é de uma sandice sem fim. Faça seus textos, divulgue e cuide dos seus leitores, quer dizer, seja gentil. Não quero dar uma receita de como fazer/cuidar de um blog (coisa que muitos outros blogs fazem),até porque, não existe uma receita pronta, só quero mostrar que é simples e pode até sim, ser gratificante. Tudo pode variar. 

Então leitores, deixo um abraço e três dicas que - espero - irão fazer vocês olharem qualquer blog com outros olhos:


  1. Não acredite em tudo que você lê, principalmente se a vida de quem escreve é perfeita demais (e falo sério, existem "trocentos" blogs com gente se fazendo passar por quem não é ou gostaria de ser).
  2. Se você gosta do blog, comente, mesmo que seja só um elogio (isso alegrará o dia do blogueiro).
  3. Se não concorda, critique (e aí é onde vemos se quem escreve tem maturidade bastante para fazê-lo ou se é mais uma criança, pois se realmente for uma pessoa aberta à novas ideias, ela aceitará a crítica e provavelmente vai responder de forma educada e não com quatro pedras na mão).
Até logo, amigos.




3 comentários:

  1. Hmm, gostei! Continue sendo assim, é horrível esse povo que fica: "Ei, comenta lá no blog!".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha. Alegrou um blogueiro com o seu comentário! Obrigado, Fernanda

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir